Críticas

Crítica – This Is 40

CRÍTICA:

Depois do grande sucesso de “Kocked Up” em 2007, o produtor, realizador e guionista Judd Apatow decidiu trazer para o grande ecrã o casal formado por Pete e Debbie (Paul Rudd e Leslie Mann). Sem as grandes referências cómicas e dramáticas de “Kocked Up”, “This Is 40” revela-se uma comédia familiar bastante amena e muito mais desinteressante que o seu aclamado antecessor, mas ainda assim são nos apresentados alguns momentos cinematográficos de qualidade durante as três semanas em que acompanhamos a agitada rotina de Pete e Debie, que à medida que se aproximam perigosamente da tão temida meia-idade, tentam fazer frente às suas inseguranças e às múltiplas dificuldades que afectam o seu casamento e a estabilidade da sua família.

Se por um lado em “Knocked Up” acompanhamos a progressiva união de Ben e Alison (Seth Rogen e Katherine Heigl) e a surpreendente edificação da sua família, em “This Is 40” seguimos o caminho contrário e assistimos ao possível desmoronamento de uma família aparentemente estável, que começa a exibir sinais de desgaste e fraqueza. Apesar das constantes discussões e brigas, o casal formado por Pete e Debbie demonstra ser um casal muito forte e determinado em manter tudo aquilo que alcançaram enquanto companheiros. Este desafiante retrato da rotina de uma família tradicional com dificuldades em vários aspectos, apresenta alguns pontos interessantes que incluem a forma como Pete e Debbie discutem e enfrentam o seu futuro, mas também tem outros menos conseguidos como o desenvolvimento dramático das suas relações com os seus filhos e restantes familiares, onde se denota uma clara falta de envolvência e emoção. Este defeito afeta muitos outros elementos de uma narrativa visivelmente contida, onde são raros os verdadeiros momentos de emoção.

This Is 40

Para um filme do género comédia, a falta de cenas cómicas é notória, mas as poucas que existem são inteligentes e significativas, como por exemplo o confronto de Pete e Debbie com Catherine (Melissa McCarthy) na escola, ou as várias interacções que o casal vai tendo entre as suas discussões e dificuldades familiares.

Quanto a interpretações, Paul Rudd e Leslie Mann apresentam uma performance colectiva bastante compacta e agradável. Quanto a John Lithgow, Jason Segel, Melissa McCarthy, Chris O’Dowd, Lena Dunham, Rob Smigel e Charlyne Yi, todos eles estão muito bem, tal como a sensual Megan Fox que, apesar das suas visíveis limitações, interpreta na perfeição uma personagem que só precisa de ser sensual para funcionar. O trabalho de realização de Judd Apatow é, como em “Knocked Up”, muito boa, de salientar a leveza que proporciona ao filme.

“This is 40” está longe de ser um sucessor à altura de “Knocked Up”, mas pode ter algum interesse para quem goste dos trabalhos de Judd Apatow ou para quem queira ver uma comédia ligeiramente diferente.

[box type=”success”]
A química presente entre Pete e Debbie (Paul Rudd e Leslie Mann).
[/box]

[box type=”error”]
A previsibilidade na condução da trama. A falta de cenas cómicas.
[/box]

[toggle title=”Trailer:” state=”close”]

[/toggle]

[toggle title=”Poster:” state=”close”]

This Is 40

[/toggle]

Também Poderás Gostar



Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top