Críticas

Crítica: “Pirata dos Caraíbas: Dead Men Tell No Tales”

“Piratas das Caraíbas: Dead Men Tell No Tales” marca o regresso da saga, após seis anos de interregno. Desta vez o capitão Jack Sparrow (Johnny Depp) terá que juntar forças com Henry Turner (Brenton Thwaites) e Carina Smyth (Kaya Scodelario) para escapar à sede de vingança do capitão Salazar (Javier Bardem).

Salazar conseguiu escapar do Triâgulo do Diabo, uma prisão na qual se encontrava há anos e Sparrow procura o Tridente de Poseidon para o derrotar.

O filme em si não falha em entreter, com alguns momentos de comédia. No entanto, já não é a mesma coisa, compartivamente com fitas anteriores. Principalmente no personagem desempenhado por Johnny Depp. É evidente algum desgaste por parte do ator, em relação a este personagem. Talvez haja algum cansaço ou o papel já não o preenche como antigamente.

Talvez seja por isso que Sparrow divida o protagonismo com Smyth e Turner. Apesar disso é sempre de realçar o protagonismo de uma personagem feminina.

Até as cenas de ação já não são bem como antigamente. Embora os efeitos especiais sejam ricos, a verdade é que entre essas cenas estão grandes períodos de diálogos algo aborrecidos e previsíveis.

Por último, quando aqui anunciámos o regresso de Keira Knightley esperávamos outra coisa com maior impacto. Em vez disso, a única coisa que a vemos fazr é correr de um ponto ao outro para os braços de Orlando Bloom.

Em suma apesar de ter perdido alguma da qualidade de outrora, é um filme entretido.

Também Poderás Gostar



Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top