Críticas

Crítica – Non – Stop

Realizado por  Jaume Collet-Serra, responsável por êxitos como “Unknown” e “Orphan”, “Non-Stop” é uma película de acção com um dos principais actores do género, Liam Neeson, o qual já tinha trabalhado com Serra, anteriormente.

Neste filme, Liam Neeson é Bill Marks, um “air marshal”, a bordo de um vôo transatlântico, que recebe várias mensagens de texto no telemóvel a ameaçar que, se não forem transferidos 15o milhões de dólares para uma determinada conta, passageiros irão começar a morrer.

Crítica - Non-Stop

A premissa é interessante, desde logo por ser original. Um “air marshal”, com um passado conturbado, a bordo de um avião da Atlantic Ocean, numa viagem de Nova Iorque para Londres, quando recebe uma série de ameaças via seu telemóvel.

No geral, o filme foi bem recebido, quer pela crítica especializada, quer pelos fãs, porque cumpre em vários níveis. Durante os seus 106 minutos, o filme consegue manter os espectadores na dúvida, se Bill está a ser realmente tramado por alguém a bordo do avião ou se, na realidade, é tudo planeado por ele próprio. Ao longo do filme, nós vamos acompanhando ao lado do protagonista as novas pistas e tentando decifrar as mesmas, para descobrir o responsável pelo potencial sequestro e mortes no avião.

Contudo, é difícil assumir seja o que for em “Non-Stop”, porque o filme é excelente na construção da tensão e no aumento da ansiedade à maneira que os minutos vão passando e, como qualquer mistério, você nunca sabe ao certo o que vai suceder.

Com Liam Neeson novamente em grande plano, “Non-Stop” é um óptima opção para qualquer fã de cinema de acção.

[box type=”success”]
Excelente filme de acção, que deixa o espectador incerto do que vai acontecer.
[/box]

[box type=”error”]
Alguns “buracos” no enredo, que não explicam adequadamente algumas situações.
[/box]

Poster - Filme - Non Stop

Também Poderás Gostar



Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top